A: apropriação cultural

A: Apropriação Cultural

Tudo é cultura e toda a cultura é apropriada, pelo que não pode nem deve ser considerada propriedade de ninguém. Não há culturas “autênticas” nem muito menos “puras”: esse é um mito da extrema-direita. Os portugueses são culturalmente berberes, árabes, fenícios, romanos, franceses, ingleses, visigóticos, gregos e bantus. O multi-culturalismo é, portanto, a antítese da apropriação cultural.

Ler mais

O Sapateiro, o Rabecão e a Idade das Trevas

A Idade Média foi ganhando o timbre de ser ou ter sido a «idade das trevas». Mas essa fama tem sido já competentemente contraditada pela historiografia séria. Sucede, pois, que esse epíteto, outrora imaginado sobretudo por aqueles que viam na ausência de cristianismo o caos da civilização, é muito mais válido nos tempos actuais do que em qualquer outro período da história até aqui conhecida. A negação da ciência e do método científico em níveis estratosféricos;  a ascensão meteórica do «oculto» e do «inexplicável» como razões, princípios e fins, em si mesmos; o triunfo mediático da dúvida insincera baseada não na vontade de saber, mas no propósito de estabelecer uma correspondência com a crença ou a convicção interior; a assunção de que «todos nos estão a enganar» e há «interesses instalados» nas mensagens e ideias veiculadas pela ciência, suposição essa que, curiosamente ou nem tanto, nunca é colocada no âmbito do poder financeiro (que efectivamente engana e que efectivamente controla tudo e todos).

Ler mais

Mensagem da resistência palestiniana ao mundo

Fayez Badawi, representante na Europa da Frente Popular de Libertação da Palestina, agradece a solidariedade internacionalista com a luta dos palestinianos e reafirma o direito do seu povo a resistir à ocupação.

#PalestinaLivre

Mas, afinal, o que se passa na Palestina?

Hoje, Israel decidiu que a Rahaf, de seis anos, e 18 outras crianças palestinianas, já não voltam mais à escola. Acabaram mortas debaixo de bombardeamentos em Gaza. Israel não é um país. É uma máquina de matar. A Palestina não tem força aérea, nem marinha de guerra, nem exército. Trata-se de um genocídio. Aqui fica uma breve explicação do que é o inferno em que vivem os palestinianos debaixo da ocupação de Israel.

Ler mais

Ambiente, Classe e Transformação

Refletir seriamente sobre a situação ambiental atual requer, obrigatoriamente, uma análise materialista e dialética da realidade, como aliás Engels prova no seu livro “A Dialética da Natureza”. Esta é uma condição absolutamente necessária pois, se da simbiótica e destrutiva relação entre sociedade e ambiente chegámos à condição do dia de hoje, é, também, através desta que superaremos os problemas que têm vindo a degradar o meio ambiente. Essa superação passa inevitavelmente pela libertação das amarras do sistema capitalista e pela construção do ser humano novo, livre, dono do seu destino e em profundo equilíbrio e respeito com o próximo e com o planeta. É a partir desta premissa que o ser humano tem de trilhar o caminho para a sua emancipação. Na ciência, surgem desde logo pistas para forjarmos o nosso caminho: o princípio de Le Chatelier. A vida é uma equação química de múltiplos reagentes e produtos, resta-nos, portanto, pela força do trabalho e da unidade encontrar o equilíbrio entre as forças produtivas, as necessidades da revolução que está por vir e o planeta, que nos oferece finitos, mas úteis, recursos.

Ler mais

Outra vez as FP-25

Este texto não tem “mas”, não relativiza o sofrimento das vítimas e dos seus familiares, não reconhece legitimidade à acção armada de um grupo clandestino actuando em Portugal nos anos 80 nem justifica tudo aquilo que no contexto da sua acção militar não tem justificação.

Ler mais

Já está no ar a Cassete Pirata #4

Cassete Pirata #4 – A epidemia e os direitos

O quarto episódio do podcast do Manifesto74 tem como tema central na rubrica Lado A, a epidemia e os direitos económicos, políticos, culturais e sociais. Na rubrica Megafone o destaque para as lutas dos estudantes, a luta na Amazon, as comemorações do 25 de Abril e do 1º de Maio. A fechar o podcast a rubrica Rewind com comentários sobre a justiça e o caso Sócrates, o anúncio da Super Liga e o futebol negócio, a tecnologia ao serviço da exploração.

Ler mais

Imbecis, manipuladores e sem vergonha

O Bloco de Esquerda, através do seu portal esquerda.net, divulgou uma carta de “autores e intelectuais” sírios e não só, intitulada “O Anti-imperialismo dos Imbecis”, que acusa jornalistas independentes de o serem. Imbecis e anti-imperialistas. O que parecia, finalmente, um exercício de autocrítica, é, afinal, um mergulho no lodo em que se move. Que a posição política internacional do BE varia de acordo com o vento, não é surpresa. Os líbios e sírios sentem-no na pele, todos os dias, desde há muitos anos. Ainda recentemente, no Parlamento Europeu, os eurodeputados bloquistas se abstiveram numa emenda, apresentada, entre outros, por Sandra Pereira, da CDU, que visava o levantamento das sanções à Síria. Marisa Matias e José Gusmão não têm posição sobre se um povo deve ou não viver sob sanções económicas.

Ler mais